segunda-feira, 16 de março de 2009

Tiro no pé


Sócrates defende sindicalismo livre de partidos

Se a pretensão for que o sindicalismo "livre" dependa somente dele, pode tirar o cavalinho da chuva.
O mais próximo do que pretende é o "centrão = PS+PSD até perder o controlo da UGT.
E era bem-feito, a ver se desiste de tentar controlar tudo e todos.

Este aprendiz de Botas já chateia
. Mais um tiro no pé.
Mas ainda bem que contiuua

2 comentários:

Tia Lili disse...

Ele só vê fantasmas e campanhas negras e ainda não percebeu que aqueles 200 mil da manif de 6ª feira que tanto o descontrolaram, não são só comunistas arrastados a Lisboa pela Intersindical. Só o vai perceber lá mais para o verão.

zigoto disse...

Ainda bem que não consegue perceber que é responsável pelo lamentável situação a que conduziu Portugal.
Julgo que a criatura olha para a sua "obra" como assume e se orgulha dos projectos arquitectónicos na Covilhã e não há maneira de explicar porque mandou fechar a UI em que pretende ter obtido o título de"engenheiro".
Todos sabemos que esse é atribuído pela Ordem dos Engenheiros, Ele que o mostre!
Quanto ao outlet do Freeport, em vez de reclamar contra campanhas negras, processe todos os orgãos de comunicação social que, acerca desse escândalo, têm publicado notícias.
Até hoje, não fez.
Se pensa - mais o seu ministro da propaganda - que está a ser difamado, tem a estrita obrigação de o fazer.
Se decidir contar a verdade, toda a verdade e só a verdade, cabe-lhe que o faça urgentemente.
Campanha Negra é esta ofensiva contra a liberdade de expressão que o Pinócrates e a sua corte têm feito.